9.9.07

há ponto final


porque é que ando feliz? dou por mim a cantarolar e determinada como nunca. sei o que quero como quero quando quero e para que quero.


não há interrogações possíveis exclamações supostamente prováveis nem tecicências duvidosas. há os pontos finais. ponto final. ando na fase do ponto final.


sei quem sou o que sou como sou para onde vou porque vou e como vou.


aprendi a dizer não.tardiamente mas aprendi. o sim era muito raro. jogava mais com o talvez. dou por mim a pensar nisto. no fundo há uma ponta de revolta por ser quem sou e não querer ser assim. mas eu sou assim. combato-me muito. mas nessa guerra que tenho comigo nenhuma de mim sai ganhadora. mantenho-me estável. quase equilibrada.


sempre me assustou a mudança. o talvez era razoável. o não extremamente seguro. e o sim não fazia parte do meu vocabulário.


mas apetece-me dizer o que me apetece dizer. hoje não sei. amanhã logo se verá. deixa ver como me sinto. depois logo se vê se me apetece. dia após dia pratico-me cada vez mais ao sabor dos apetites. dos meus claro. se calhar é por isso que me dizem que ás vezes consigo ser bem desagradável. como desagradável? se só digo o que me apetece.


sei que magoo os outros. é uma defesa minha. faço-o para não me magoar a mim. faço mal. porque assim fico magoada por magoá-los. mas que mágoa!


ando na fase do ponto final.

há ponto final.

ponto final.

16 comentários:

Victor disse...

Querida Ivone
Na minha modesta opinião "ponto final" é sempre sinal de continuar (curioso!) pois termina um ciclo para outro começar.

E estes avanços quando determinados com os pés bem assentes no chão são sempre positivos, de amadurecimento, de esperança.

Quanto a este teu texto gostei muito de o ler... muito claro, muito simples, mas com muito conteúdo. Gosto de te ler, na verdade.

Beijinhos.

lila disse...

E aqui tens a especialista em "dar a volta por cima"...mas se preferes o ponto final...
Então seja " ponto final",também gosto dele...
bjs

marenostrumforever disse...

O "ponto final" é menos que o "ponto e vírgula", por isso há que repensar...

maria josé quintela disse...

pessoalmente, gosto do ponto final.
é um ponto com personalidade. pelo que li, suponho que descobriste as suas inúmeras vantagens!

Minda disse...

Ivone, a rede/comunidade de blogs almadenses (provisoriamente apelidada de "blogalmada") tem muita honra em te receber como amiga/aderente nesta margem do Tejo...

Quanto ao teu texto: gostei de o ler. E ponto final. Parabéns!

Um abraço

ivone disse...

marenostrumforever
e porque é que o "ponto final" é menos que o "ponto e vírgula"?
explicas-me? sff

nem repensei...

ivone disse...

mariajosé
mais vale tarde que nunca. e descobri as inúmeras vantagens que ele tem para me oferecer. finalmente sim.
bj

ivone disse...

minda
é com enorme prazer e satisfação que atravesso a ponte e vou até à outra banda! apesar de ter um pouco de fobia de pontes mas pronto eu fecho os olhos.ponto final.

Tchivinguiro: onde nasci. disse...

Valente.

alexandrecastro disse...

que bem a entendo...! tb eu ando às voltas com os pontos!!!

Amaral disse...

Se essa certeza é a certeza do teu Eu... que mais podes querer?
Se essa certeza é uma "partida" do teu Ego, então, um dia destes, vais ter de o domar...
O que importa é que te sintas realizada, feliz, em harmonia com tudo o que te rodeia.
Ponto final.
Ainda que desagrade a quem, a tua postura deve prevalecer, não para magoar, mas não ser magoada.
E outro ponto final... porque, afinal, o "final", se calhar, não existe mesmo...

Crónica disse...

Porque ser feliz não tem motivo não tem hora... acontece por coisas grande e por coisas pequenas... ou por nada!

a fase do ponto final é boa... porque começa sempre um novo paragrafo... uma nova linha... um novo começo!

sabermos de nós é a essencia para sermos felizes (sem querer acabas sabendo porque tas feliz)

Dizer não, cedo ou tarde aprendemos a ser mais duros, connosco e com os outros... mas é fundamental sabermos dizer não, na hora exacta acontece sermos firmes com essa resposta

mas não lutes contra ti... no fim de contas não vale a pena pq te vais vencer de um jeito ou de outro mais vale seres quem realmente és e queres ser do que andares a volta de ti mesma...

magoar os outros faz parte da vida... magoamos pq gostamos
coisas da vida

coisas com pontos finais, reticências e vida

que vivas sempre assim tão intensamente feliz

Jinhu da crónica

ivone disse...

tchivinguiro
apenas um pouco de valentia sim...sou uma guerreira nata no presente.

amaral
de momento é esta a minha certeza sim. amanhã não sei se será.
e não me importo de me magoar se não magoar quando vale a pena essa dor(mágoa!).
e não gosto de finais apesar de ser inevitável um final. ponto.


crónica
"a fase do ponto final é boa... porque começa sempre um novo paragrafo... uma nova linha... um novo começo!"

sem dúvida uma grande verdade.
e uma grande tristeza para mim que normalmente só costumo magoar quem gosto e de quem gosta de mim.
bj

ivone disse...

alexandre
às voltas são voltas as voltas da maralha ...às vezes fico tonta com as minhas voltas!

alexandrecastro disse...

li o seu comentário. novamente comungo do seu pensar. voltas, reviravoltas e c.ª. vida em tempo real.beijinho

Edu disse...

E giro em mim, no meu ser sobre estas lindas palavras. Que magnifico blog.