3.11.08

não compreendo e não pretendo continuar

fim











"não cobices a mulher do teu próximo nem desejes para ti a casa do teu próximo nem o campo nem o escravo nem a escrava nem o boi nem o jumento nem coisa alguma que pertença ao teu próximo"



décimo mandamento êxodo 20, 17


























não pretendo sem sombra de dúvida continuar a publicar katia chausheva berenika dimitri ou outros tantos que tais. fazem parte do meu portfólio fotográfico de memórias que teimo em guardar nas pastas.



não pretendo continuar de certeza a escrever sobre o que me ocupa os sentidos e me dá voltas à alma. esta indisgestão fez_me vomitar. que me adianta dizer por aqui de minhas injustiças se justa me desejo e tenho de me calar? que tormentas me vão desgastando neste lugar tão por si já farto que me faz cumprir vida num caderno que se me escorre sem verdades?



não pretendo continuar ligada ao que me move sem sentido agora que tanta falta me faz. pretendo continuar a pecar. cada vez mais o desejo. sem desafios a inquisidores de almas. queimam_se_me as páginas nas fogueiras e sou eu a primeira a soprar para atear. "o nome da rosa". livros. e livros. veneno. e veneno. venenosos. venenosas. sacrilégio este o de dizer um nada. mulheres nuas meus senhores? pois está claro. falsas morais. ateiam_se os sentidos que logo de seguida se apagam em água benta bentida água.





por ventura se encontrou palavra de ofensa inveja ou maldita?






















hoje fiquei a pensar se vale a pena continuar
sem vontade de apagar tudo o que aqui tenho tive vontade de não voltar








nota de rodapé: não é fim mas quase. não tenho vontade de continuar


fotografias de ville kansanen








23 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

mas que aconteceu por aqui????


raios.

eu amo este blog.



sério.


por favor.

oldmirror disse...

São só palavras, emoções, gritos e sussuros. Afinal o que importam se outros se seguirão?

Baraújo disse...

fikei a olhar para aki... e revi o q há pouco tempo pus no meu blog. como te deves recordar...

compreendo dessa forma e tao bem cada palavra e sentido q escreveste, mas nao posso deixar de dizer a tristeza q envolve se este lugar do mundo blogista terminar.

beijo [E] terno

PS: espero por mais!

Liliana disse...

quando hoje quis entrar neste cantinho que tanto adoro, apareceu-me uma mensagem do blogger e fiquei estupefacta...
mas que conteúdo é que pode existir aqui que seja imoral, que importune alguém tanto assim??

:( com toda a sinceridade... dói-me até à alma...


gosto de aqui estar, e continuarei a passar por aqui e a ler estes silêncios cheios de paixão...

beijo enorme de coração...

diana disse...

Não apagues o blog.
Faz uma pausa das palavras e quando te sentires melhor regressa, se isso for melhor para ti. Porque é simplesmente uma delícia ler-te.

Espero que melhores. Sinceramente.

floresta encantada disse...

Querida Yvone...amo o teu blog, transmite paz,tranquilidade e é de uma beleza ímpar...não deves deixar-te esmorecer com atitudes de falsos moralistas...a inveja é um sentimento muito mesquinho e cá pra mim é só ela que impera na decisão de tornar este blog próprio para adultos...creio ser esse o motivo da tua tristeza...mas caso esteja errada e seja qual for o motivo que te entristece...não deixes nunca de escrever...tens um dom, escreves sentimentos que outros(como eu) não conseguem escrever e vêm-nos aqui tão bem escritos por ti...Recebe um abraço sincero de amizade

Lu

[ t ] disse...

este foi o (teu) melhor post.

[ t ] disse...

.asterisco. não pelo peso do f.im. mas pela transparência

Lil disse...

Boa noite amiga, só agora aqui consegui vir deixar-te o meu apoio, creio que não te deves preocupar muito com o que os outros pensam, deves sobretudo preocupar-te com o que tu pensas, com o que sentes, confesso que ainda não li o teu blog todo, como sabes somos amigas há muito pouco tempo e a minha disponiblidade é diminuta mas o que li gostei muito. Não desistas mantém-te firme e luta por aquilo que amas e acreditas. De falsos moralismos está o mundo cheio, somos superiores a isso.
Beijinho grande , espero cá voltar e encontrar-te :)

zm disse...

...

Espero que seja um momento.
E que esta paixão não termine por aqui.

É de uma beleza singular.

Habituei-me a este espaço, se desaparecer fica um em branco.
Egoista, claro.

Obrigado por tanto que aqui deixas.

Que a vontade te faça continuar.
Ou não...

gianna disse...

Ivone,
Não sou bom modelo. Nós (eu e meu companheiro de blog) recentemente apagámos os nosso traços por aqui. Os que permaneciam. Tivemos as nossas razões.
No caso do Silêncio de Paixão. Se é uma ventania de desânimo que passa... Deixe-a passar. Veja se não quer mesmo continuar.
Gosto de lê-la. Nem sempre comento. Nem sempre tenho que dizer.
«A página seguinte contém itns seguros e itens não seguros. Pretende ver os itens não seguros?«
Sim.
Beijos

Luis Eme disse...

gostava que continuasses, Ivone...

pelas tuas palavras, pelos espaços, pelos silêncios, pela beleza das imagens...

bjs

Pearl disse...

Adoro ler-te e sempre que posso é o faço!
Deparo-me eu tambem com vontade de não continuar...lá no meu mundo.
Seja o que fôr que decidires que seja o melhor para ti!

beijo

O_Silencio disse...

um beijo

Mia disse...

Aqui sente-se...há quem não o saiba fazer...

bj

"giacomo" disse...

Ivone:
Se é falta de vontade de continuar, vamos aguardar, sim?
Se fosse vontade de não continuar (aconteceu comigo e com gianna), então seria diferente.
Olhe para o que nós dizemos, não para o que fizemos...
Continue, tome os caminhos que quiser, esconda mesmo escondendo, esconda deixando à vista... "jardim dos caminhos que se bifurcam"...
Vá lá!

~pi disse...

grave

seria

não-respirar


( embora


:




ABRAÇO

maria josé quintela disse...

não compreendo!!!



mas continuarei a vir aqui.



um abraço ivone.

Graça Pires disse...

Há momentos em que só nos apetece "um silêncio de paixão"...
Um beijo.

sou eu disse...

querida (permita-me) ivone:

uma esperança me percorreu : «não é o fim mas quase. não tenho vontade continuar.» porque se fosse o fim, encerraria, eliminaria, declará-lo-ia. assim...

se não tem vontade, não continue. dê-se tempo. talvez tal vontade re-apareça. estou segura que sim. porque este blog é demasiado SEU para que a ivone, enquanto tal, desapareça com ele...

egoisticamente, é esta a minha leitura.

egoisticamente, um pedido que lhe é consequência:

por favor, não apague nunca um dos melhores blogs portugueses. se a sua vontade não retornar, que pelo menos esta pérola por aqui se mantenha. seria crime se assim não fosse.

abraço.

Vanessa disse...

continuo a passar por aqui. sempre.

*

ivone disse...

respondo ou não aos comentários? que posso dizer se não o consigo escrever? prefiro então calar_me. é só mais um silêncio de paixão este. aquele em que nada consigo falar porque só se sente.

um bem haja a todos

Carla disse...

a beleza e a competência têm tendência a incomodar quem as não tem...apenas posso dizer que desde a primeira vez que descobri o teu espaço que fiquei fã dele...encontro aqui palavras e imagens de extrema beleza...muitas das quais são o espelho daquilo que sinto, por isso te peço...esquece quem não merece os teus pensamentos e preocupações e continua a dar-nos as maravilhas que sempre nos ofereceste
beijos e até sempre