25.9.08

se me interessa a tua alma que não sei ler

inter esse












se me interessa a tua alma que não sei ler



















Não sei se me interessei pelo rapaz
por ele se interessar por estrelas
se me interessei por estrelas por me interessar
pelo rapaz hoje quando penso no rapaz
penso em estrelas e quando penso em estrelas
penso no rapaz como me parece
que me vou ocupar com as estrelas
até ao fim dos meus dias parece-me que
não vou deixar de me interessar pelo rapaz
até ao fim dos meus dias
nunca saberei se me interesso por estrelas
se me interesso por um rapaz que se interessa
por estrelas já não me lembro
se vi primeiro as estrelas
se vi primeiro o rapaz
se quando vi o rapaz vi as estrelas


adília lopes in
"Desfogados pelo vento, A poesia dos anos 80, Agora",
Antologia de Valter Hugo Mãe, Ed. Quasi























o que me interessa sei eu. e sei que tu não o sabes. se to dissesse passavas a saber. mas não me interessa que saibas.
nada


e sabes que mais? quando te calas é quando sei demais. no calar fala_se. e é aí que dizes demasiado. agora só espero que me saibas.
falar









fotos de belényesi

7 comentários:

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava !

Tens desafio/prémio no meu blog!

beijinhosssssss


p.s.- a mim interessa-me tudo;)

nils disse...

promessa
essa
de voltar.

Moon_T disse...

ouvi um dia que:

"para bom entendedor uma mudança no silencio basta"

tem em conta que o silencio é, sem duvida, enganador.
é por vezes tao alto que ensurdece.


mas sim, compreendi-te

tambem espero.

Baraújo disse...

cara ivone.

fikei breves... prolongados momentos a pensar nesta tua mensagem...

esta mensagem é de uma intensidade e profundidade... como poucas...

a silêncio ensurdecedor e a conversa vazia... tão... tão... presentes e ausentes no aconchego desconfortável de certos momentos... uma introspecção. uma fugaz viagem pelos momentos passados...

muito profundo... pq me perdi no tempo e qd acordei... disse UAU

beijo terno

ivone disse...

nils
não há promessas no voltar
já não há promessas.




moon_t
e como se escreve o silêncio?
dizes_me?



baraújo
e assim só tu mesmo me sabes falar.
texto curto este o meu porque tentei escrever no papel a intensidade do silêncio. mas ainda não o consegui. acho que não se consegue.há coisas que não se conseguem colocar em palavras na página. o silêncio é uma delas.
curioso o teu comentário porque também achei que esta mensagem minha estava carregada de extra intensidade. e quase ninguém me falou só tu o moon_t e o nils. será que me falaram por silêncios e eu não o soube descodificar?

e faltou_me o enormemente...

Baraújo disse...

sim. de facto no comentário que fiz... ainda escrevi mas depois apaguei. fiquei surpreendido dos poucos comentários que recebeste... e pensei mesmo se este silêncio assusta

ivone disse...

baraújo

assusta_me!
muito...
nem imaginas o quanto.