2.2.08

e ses

dai-me um dia branco
um mar de beladona
um movimento
inteiro unido adormecido
como um só momento
eu quero caminhar como quem dorme
entre países sem nome que flutuam
imagens mudas
que ao olhá-las me pareça
que fechei os olhos
um dia em que se possa não saber


terror de te amar num sítio tão frágil como o mundo
mal de te amar neste lugar de imperfeição
onde tudo nos quebra e emudece
onde tudo nos mente e nos separa



deixai-me limpo
o ar dos quartos




e liso




o branco das paredes


deixai-me com as coisas






fundadas no silêncio






espero sempre por ti o dia inteiro




quando na praia sobe de cinza e oiro
o nevoeiro
e há em todas as coisas o agoiro
de uma fantástica vinda


























se tanto me dói que as coisas passem


é porque cada instante em mim foi vivo
na luta por um bem definitivo

em que as coisas de amor se eternizassem















poemas de sophia de mello breyner andresen

fotos de anne arden












9 comentários:

Gi disse...

Impossível não gostar. "Sophia" que chamo de minha mas é de todos e fotografias a P&B que são uma das minhas paixões.

Obrigada por esta madrugada poética

Memory disse...

Belissimas fotos, como é hábito por aqui...

Bjs

Alma Nova disse...

Este poema da Sophia ilustrado por umas belas fotos foi uma boa maneira de me deixar levar nas asas das palavras e sentir esse eternizar do amor que rege a minha vida.

ivone disse...

gi

sophia é assim...
...a preto e branco partilhamos uma paixão.
bom domingo

ps:qual a razão dessa madrugada poética? apenas insónias?

ivone disse...

memory

e sophia? leste?
nem sei qual o complemento. se a foto se o poema. acho que não há. tudo é um todo. não é?

ivone disse...

alma

e o que é eterno?
um momento efémero não o será também? há momentos assim. mas muito raros sim.
felizarda por sentires "esse eternizar do amor que rege a minha vida"!

S. disse...

Ah, a tal fantástica vinda...tudo parece valer a pena nas palavras da Sophia...e vamos acreditando!

Ana disse...

Como ignorar esta musa que transforma palavras em suaves carícias?

Sou uma apaixonada por SoPhia e as imagens estão fabulosas.

Depois de ler este post, fechei os olhos por segundos e transportei-me da minha secretária no trabalho para a minha cama onde ele estava (à pouco).
Obrigada por este momento.

Um abraço!

ivone disse...

ana

as letras de sophia fazem milagres
eu limito_me a tentar ilustrá_las consoante o que me vai na alma depois de as ler.

beijo