27.8.07

asas


as asas servem para
voar
planar
sonhar
conquistar
respirar
olhar
espreitar-te
espiar-te
prender-te
tocar-te
multiplicar-te
amar-te.

19 comentários:

lila disse...

QUERO UMAS ASAS...JÁ...

Repórter disse...

Asas?
Não dão azar?
:)

Edson Marques disse...

Ivone,

belo poema!



As asas, quero sempre tê-las sempre.

Para ficar, alado ao lado do meu amor livre, ou para voar para longe se o ciúme um dia chegar... rs!




Abraços, flores, estrelas..


.

ivone disse...

lilinha

eu posso dispensar-te umas iguais às da foto.

ivone disse...

srº repórter

quem disse que as asas dão azar??
sinónimo de libertação é impossível isso acontecer...a não ser que o voo seja tão alto que a queda seria vertiginosa.

mas no que me diz respeito os meus voos são rasantes e planados ao sabor da brisa...
quase que com uma asa no céu e a outra em terra...

bj
ps: anda a poupar nos beijinhos? forreta!

ivone disse...

edson

há vários tipos de voos...
planados
rasantes
altos
vertiginosos

dos seus nada sei.mas dos meus como disse ao srº repórter usualmente são rasantes e planados.
vá-se lá saber o que poderemos encontrar nessas viagens...

bj

Victor disse...

Querida Ivone
É mesmo assim... com palavras simples se escreve um bonito poema com um conteúdo bem profundo e sentido.
Quero sublinhar a importância que tem a mudança do tempo verbal para um mais profundo impacto no leitor.
Gostaria ainda de referir a escolha da imagem e o significado e a força que lhe dá o facto das asas estarem presas (serem movimentadas) por cordelinhos, quais marionetas.
Finalmente... sonho recorrentemente voar, planar, flutuar mesmo sem asas ter... e quanto é delicioso levar comigo o ente amado sem que lhe sinta o peso...
Beijinhos.

Icreate disse...

Só não triunfa na vida quem não tem asas para poder fazer tudo que disse.
só é pena haver gente que gosta de cortar as das doutras pessoas.

jocas

F. disse...

olá ivone, vim retribuir a tua visita à Cicuta :) já vi que também gostas de poesia...como já escrevi por lá "a poem a day keeps the doctor away" ;)
bjos

ivone disse...

amigo victor

quantas mas quantas vezes eu já voei planado mesmo sem asas...

bj

ivone disse...

icreate

à minha semelhança nunca deixes cortar as tuas asas!

bjinhos

Icreate disse...

E não deixo!
Às vezes deixo parecer que sim, pricipalmente quando mo fazem para roubar os meus voos.
Gosto do prazer de ver na cara do "cortador" o sentimento que o invade por ter feito um mau trabalho.
E eu a voar....

jocas

C_britto disse...

Ivone,


As asas sevem para nos leva em agradáveis vôos...

rasante e marcante (claro!)

......


Belíssimo poema!


(a)braços querida :)))

Van disse...

Belíssimo blog, Ivone!
Adorei tudo por aqui!
Parabéns!
Beijuca

ivone disse...

c_britto
e planado vertiginosamente também!
bj

ivone disse...

van

volte sempre! as portas estão abertas
bjinhos

woman feelings disse...

É preciso sorrir á vida...tudo irá parecer bem melhor!...

Vem dançar comigo!... :)))

ivone disse...

feelings

já dancei.aliás adoro dançar:)

sandra disse...

as fotos tão o máximo e adoro esta musica ;) beijos sua maluca