18.5.08

é o que há em mim é um enormíssimo cansaço de mim







um enormíssimo íssimo cansaço













o que há em mim
é sobretudo cansaço
não disto nem daquilo
nem sequer de tudo ou de nada
cansaço
assim mesmo
ele mesmo
cansaço


a subtileza das sensações inúteis
as paixões violentas por coisa nenhuma
aos amores intensos por um suposto alguém
essas coisas todas essas e o que faz falta nelas
eternamente tudo isso faz um cansaço
este cansaço
cansaço


há sem dúvida quem ame o infinito
há sem dúvida quem deseje o impossível
há sem dúvida quem não queira nada

três tipos de idealistas
e eu nenhum deles
porque eu amo infinitamente o finito
porque eu desejo impossívelmente o possível
porque eu quero tudo ou um pouco mais se puder ser
ou até se não puder ser...
e o resultado?



para eles a vida vivida ou sonhada
para eles o sonho sonhado ou vivido
para eles a média entre tudo e nada isto é isto...
para mim só um grande um profundo
e ah com que felicidade infecundo cansaço
um supremíssimo cansaço
íssimo íssimo íssimo
cansaço...






álvaro de campos







.





cansaço



























de mim





é.

o que há em mim

é um enormíssimo cansaço
de mim




13 comentários:

Luís Galego disse...

quem assim escreve não se pode cansar, mas sim viver...

sou eu disse...

e continuo a gostar tanto deste blog...

ivone disse...

luís
até parece que álvaro de campos escreveu isso só para mim.

e para " quem assim escreve não se pode cansar, mas sim viver..." só quero mesmo é descansar. sem cansaço. porque cansa. muito por vezes.

ivone disse...

sou eu
voltei a visitar_te. após no outro dia teres passado por aqui fui ler_te. do que me restou de ti muito. pena não te poder dizer nada. vou deixando por aqui enquanto me quiseres ler. os textos sentidos. as fotos às vezes sem sentido fazendo todo o sentido quando os complementam tão bem.

fica bem


.i

Baraújo disse...

sou fã de álvaro de campos. entre mts heterónimos. este é um dos meus prediletos.

de facto, as vezes tamos cansados, por vezes sem sabermos bem de ke... mas tudo nos cansa...


mas. NAO me CANSO de vir AKI ao TEU cantinho... deliciar-me.. completamente...

beijo terno

S. disse...

"aos amores intensos por um suposto alguém"

Percebo-te tão bem...

Bjo*

~pi disse...

idem

[ muitas vezes...





~

ivone disse...

baraújo
é.
aqui neste canto nunca me canso



s.
somos assim tão iguais...?


~pi
tantas que já lhe perdi a conta

un dress disse...

descansar-se:

espelhar-se nua

no espelho da

água





beijO

sou eu disse...

obrigada pelas suas palavras.

mesmo.

(abri os comentários, se quiser voltar seráum prazer recebê-la.)

Maria José disse...

Um desejo estranho de coisa nenhuma.

oldmirror disse...

"Esse mestre Álvaro...", dizia Pessoa de Álvaro de Campos. Essa imensa capacidade de nos entranhar na carne e no corpo cada letra com que compõe as suas palavras.

sinais-de-fumo.blogspot

Spectrum disse...

A verdade é que todos nós parecemos cansados. de nós! Um quase-absurdo ou talvez não.
Um beijo