12.6.08

no diz que disse mas não se diz

no diz












que disse




mas não se diz








acontece que ás vezes me apetece falar mas não quero dizer. o efeito é devastador. como se fala sem dizer?
para quê falar quando se tem tudo por dizer? começar onde?

diz_se o que não se deve dizer por isso à cautela é preferível manter_me calada. acaba_se por falar o que não se quer dizer.

como no diz que disse e não se diz. disseste? eu não falo.







sem dizer também se fala. tantas vezes.





diz

11 comentários:

Dois Rios disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dois Rios disse...

Ivone,

Há tantas maneiras de falar sem dizer... pelo olhar, pelo toque, e até mesmo pelo silêncio.

Adorei esse poema. Gosto muito do teu jeito de escrever... é claro, sucinto e tem sempre algo que eu mesma gostaria de dizer e não saberia como. Deixo isso para os poetas como vc.
Beijos ditos e reditos,

Paradoxos disse...

Gostei do realismo do teu texto! Beijos em ti!

Edu

Gi disse...

pois os silêncios também falam

sim

e só o deixam de fazer quando

o coração

emudece

e os olhos deixam de ouvir aquela voz

que não precisa de ouvidos

e onde o gesto diz tanto como uma boca

um beijinho

~pi disse...

mas fala: é preciso dizer às vezes!!


[[ diz!





~

maria josé quintela disse...

dizer ou não dizer.



é sempre um risco.




um beijo.

S. disse...

acredito que o mais importante nem sequer nos sai da voz...nasce de lugares que se manifestam nos silêncios, nos olhares...nas palavras escritas, como as tuas que tanto me dizem.

ivone disse...

dois rios
eu não sou poeta
só escrevo


paradoxos
é
um texto pleno de realismo
neste as metáforas ficaram esquecidas na gaveta



gi
claro que a voz do silêncio também fala
é clara
transparente no dizer



~pi
digo claro

pois
digo



maria josé quintela
dizer ou não é sempre um risco
o ficar calada também o é
em que fico?



s.
o mais importante cala_se
e sente_se

Baraújo disse...

bastante interessante...

fez-me lembrar um ditado vindo dos orientes...

O tolo fala. O sábio cala.

o tolo fala fala fala fala... e não diz nada...
o sábio caladinho no seu canto... só fala o que sabe. quando necessário e não desperdiça a voz nem as forças em tolices.

pode nao ter muito a ver com o q escreveste... [e poderá ter... e muito]

devemos falar! e nisso... tens razão,claro. há imensas formas de falar sem se falar... mas... devemos dizer de alguma forma! com sapiência!

beijo terno!

ivone disse...

baraújo
há que dizer sem dúvida
e também calar!


o difícil é saber quando...

Edu disse...

Ouvir o teu silencio
Dizer os teus medos em olhares
amar te sem abrir os olhos
fechar um abismo de silencio
Dentro de outro vezes sem conta
E apenas dizer....
Ah que importa o que digo
se te sinto a dizer ao longe
o vazio de som mais profundo do meu sentir
Dizes vezes e vezes sem conta...
Que me queres dizer mas não dizes
Porque tens medo de dizer
Só porque preferes ouvir
Mas eu....não te sei dizer
Apenas escrever....Adoro este blog.)